Água

CVS recebe representantes do Ministério Público para tratar de agrotóxicos

23/01/2017


No inicio de janeiro, a Divisão de Meio Ambiente do CVS recepcionou os membros do Ministério Público do Estado de São Paulo, vinculados ao Centro de Apoio Operacional das Promotorias Cíveis e de Tutela Coletiva, Aline Jurca Zavaglia Vicente Alves, Marcos Roberto Funari e Roberta Andrade da Cunha Logiodice, respectivamente, das áreas de atuação em Saúde, Meio Ambiente e Consumidor.
 
A reunião teve o propósito de apresentar ao Ministério Público as ações desenvolvidas pelo CVS em agrotóxicos, particularmente no tocante à presença desses produtos em mananciais e na água para consumo humano.
 
O evento deu continuidade aos entendimentos promovidos pelo Ministério Público com órgãos e instituições vinculadas ao tema dos agrotóxicos visando aprofundar e aprimorar políticas públicas e prevenir riscos sanitários e ambientais no território paulista, traçando estratégias de enfrentamento conjunto do problema.
 
Sérgio Valentim, diretor de Meio Ambiente do CVS, apresentou inicialmente aos promotores as principais linhas de ação do CVS em relação aos agrotóxicos, seguido de Rubens Junior, que expos mais detidamente as estratégias integradas desenvolvidas no âmbito do Programa Estadual de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano no Estado de São Paulo (Proágua) para aperfeiçoar o diagnóstico do uso de agrotóxicos nas lavouras paulistas e, consequentemente, a eventual presença desses produtos em mananciais e na água tratada. 
 
Os encontros do CVS com o Ministério Público têm propiciado um rico diálogo a respeito de questões vinculadas à proteção da saúde da população paulista, trazendo importantes subsídios para o aperfeiçoamento das políticas públicas de controle do risco sanitário. Em junho passado, o CVS recepcionou promotores estaduais do GAEMA e da Procuradoria da República para apresentação e debate a respeito da vigilância da qualidade da água no Estado de São Paulo.




Mais notícias sobre Água