Alimentos

O Centro de Vigilância Sanitária promove capacitação em Suplementos Alimentares

18/09/2017


O Centro de Vigilância Sanitária, por meio do Grupo Técnico de Alimentos da Divisão de Produtos Relacionados à Saúde (DITEP), promoveu Capacitação sobre o tema “Suplementos Alimentares” aos profissionais de 27 Grupos Regionais de Vigilância Sanitária (GVS) e 80 VISAS Municipais. 

O evento foi realizado nos dias 29, 30 e 31 de agosto e para a organização contou com o apoio do Instituto Adolfo Lutz, GVS de Campinas, Santo André e Taubaté e VISA-M de São Paulo, Santo André, São Bernardo do Campo e Diadema.

A capacitação contou com a participação Fábio Ribeiro Campos da Silva da Gerência de Inspeção e Fiscalização de Alimentos (GIALI) da Anvisa,  que contribuiu partilhando seu olhar e  experiência  com as inspeções realizadas em fabricantes das diversas categorias, que poderão passar a englobar esta nova denominação, conforme proposta ainda  em trâmite na Gerência Geral de Alimentos (GGALI) da agência, a qual pretende criar a categoria denominada “suplementos alimentares”, reunindo produtos que atualmente estão enquadrados em seis categorias de alimentos e uma categoria de medicamento.

Além da Anvisa, participaram como palestrantes: Vera Lúcia da Silva Franco -  técnica do GT Alimentos, que resgatou o histórico da regulamentação de alimentos  no Estado de São Paulo; Andrea Consolino -  técnica do GVS Taubaté, que  apresentou as  legislações em vigência  para a categorização de produtos alimentícios; Deise Ap. P. Marsiglia - Diretora de alimentos do IAL de SP, que trouxe a regulamentação atual no Brasil para os "Suplementos Alimentares " e as pesquisadoras cientificas, do Instituto Adolfo Lutz: Maristela Satou Martins e Viviane Iglesia, que abordaram o uso de aditivos alimentares, coadjuvantes de tecnologia e veículos em suplementos e similares.

Embora o público alvo da capacitação tenha sido técnicos de Visas Municipais e Regionais que tenham em sua abrangência fabricantes de "suplementos alimentares", foi abordada também a comercialização dos mesmos, realidade encontrada em todos os municípios. A apresentação foi feita pelas técnicas da VISA-M de São Bernardo Campo, Eliana Satie Shibata e Fernanda Poleto Nishiwaki, que partilharam a experiência das mesmas, por ocasião da realização de colheita de produtos para o Programa Paulista e a necessidade de realizar inspeção nos locais que os comercializavam.

O evento contou ainda com um momento interativo, envolvendo todos os participantes (130 técnicos), através de oficinas mediadas por facilitadores, com apresentações de casos reais e estimulando os participantes a fazerem avaliações de produtos apresentados, através das suas rotulagens e outros dados disponibilizados.




Mais notícias sobre Alimentos