Publicaes

4 registro(s) - Pg 1 de 1



  • Ttulo: Dilogos ampliados como base para as aes de controle do risco sanitrio no estado de So Paulo: um panorama do Ciclo CVS de eventos Sade e Meio Ambiente
    Tipo: Artigo
    Autor pessoal: VALENTIM, LSO, RIBEIRO FILHO, VO, BATAIERO, M. MARIO JNIOR, RJ, CAMPOS, FC, ELMEC, AM, VEIGA, DPB
    Ano: 2018
    Editora: Boletim Epidemiolgico Paulista,
    Volume: volume 15
    Resumo: Este texto apresenta um panorama do Ciclo de Eventos CVS Sade e Meio Ambiente e uma descrio sobre sua importncia no contexto das prticas de vigilncia sanitria no Estado de So Paulo.

  • Ttulo: Dez anos de gesto integrada de reas contaminadas no Estado de So Paulo
    Tipo: Artigo Cientfico
    Autor pessoal: VALENTIM, Lus Srgio Ozrio.
    Ano: 2011
    Paginao: 30-35
    Editora: Boletim Epidemiolgico Paulista
    Volume: 8 (94)
    Idioma: Portugus


  • Ttulo: Coletnea Tcnica CVS 01 - Meio Ambiente
    Tipo: Livro
    Autor corporativo: Diviso de Aes sobre o Meio Ambiente (Sama)/Centro de Vigilncia Sanitria (CVS)
    Ano: 2014
    Paginao: 194
    Idioma: Portugus
    Resumo: Ao agregar as normas e orientaes mais representativas de temtica ambiental elaboradas pelo CVS num perodo de 23 anos (1991 a 2014), a publicao retrata modos de se abordar problemas sanitrios que coincidem com o processo de estruturao da Vigilncia Sanitria em So Paulo, em consonncia com as diretrizes constitucionais de descentralizao hierarquizada das aes do Sistema nico de Sade (SUS).

  • Ttulo: Ocorrncia e caracterizao de Giardia e Cryptosporidium em guas captadas para abastecimento pblico no municpio de Cajamar-SP e avaliao do risco
    Tipo: Tese
    Autor pessoal: Bataiero, M
    Ano: 2016
    Paginao: 148
    Editora: Faculdade de Sade Pblica da Universidade de So Paulo
    Volume: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6134/tde-09062016-135017/pt-br.php
    Idioma: Portugus
    Resumo: Introduo: O risco sade humana ocasionado pela contaminao biolgica de guas captadas para abastecimento pblico realado pela ocorrncia de surtos de doenas associadas aos protozorios Giardia e Cryptosporidium, que possuem baixas doses infecciosas e alta capacidade de sobrevivncia no ambiente, alm de serem capazes de resistir ao processo tradicional de desinfeco da gua (clorao). Partindo-se da hiptese de que h um risco elevado de infeco por estes protozorios pela ingesto de gua tratada por mtodos convencionais e que fazem uso de mananciais superficiais impactados por contaminao biolgica, resultando num possvel incremento da incidncia de diarrias, este estudo se props a verificar a ocorrncia destes protozorios em guas captadas para abastecimento pblico no municpio de Cajamar-SP, caracterizar sua patogenicidade e avaliar o risco associado ao seu consumo atravs da gua tratada. Mtodos: Foram coletadas 48 amostras do ribeiro dos Cristais no ponto de captao da estao de tratamento de gua, semanalmente, durante 12 meses (de 16/05/2013 a 21/05/2014). A deteco e a anlise da concentrao dos protozorios foram realizadas de acordo com Mtodo 1623.1 da United States Environmental Protection Agency e a extrao e caracterizao dos espcies/gentipos de Giardia e Cryptosporidium foi realizada atravs metodologias moleculares e seqenciamento. O risco de infeco pela ingesto de cistos de Giardia e oocistos de Cryptosporidium presentes na gua tratada foi calculado usando a ferramenta da Avaliao Quantitativa do Risco Microbiolgico, a partir dos dados de concentrao dos patgenos obtidos pelo Mtodo 1623.1, eficincia de remoo dos (oo)cistos durante o processo convencional de tratamento da gua, modelo dose-resposta e taxa de ingesto diria de gua para indivduos menores de 5 anos e maiores de 21 anos. Resultados: Cistos de Giardia foram detectados em 83,3% das amostras (40/48), com concentraes variando desde o limite de deteco (<0,1) at 8,6 cistos/L. Oocistos de Cryptosporidium foram etectados em 37,5% das amostras (18/48), com concentraes variando desde o limite de deteco (<0,1) at 2 oocistos/L. As espcies/gentipos encontrados (Giardia intestinalis A e B e Cryptosporidium parvum e hominis) so caractersticos de contaminao antrpica e so frequentemente identificados em estudos epidemiolgicos como responsveis por surtos. A estimativa do risco anual de infeco por Giardia foi de 3,3x10-3 (IC95% 4,6x10-3) para crianas e de 11,5x10-3 (IC95% 13,3x10-3) para adultos, enquanto o risco por Cryptosporidium foi de 1,1x10-3 (IC95% 1,7x10-3) para crianas e de 3,9x10-3 (IC95% 5,0x10-3) para adultos. O incremento da incidncia de diarrias foi observado no cenrio de estudo aps um acidente que resultou em transbordamento de esgotos no tratados no manancial, coincidindo com o aumento na deteco de (oo)cistos. Concluso: Os resultados evidenciaram que a vulnerabilidade do ribeiro dos Cristais a contaminaes biolgicas pode culminar em um risco elevado de infeco e adoecimento por Giardia e Cryptosporidium atravs da ingesto de gua tratada. Portanto, o caso preocupante, tanto do ponto de vista do tratamento e abastecimento de gua potvel, quanto da degradao e contaminao do manancial, evidenciando a necessidade de se estabelecer medidas de interveno direcionadas a promover a qualidade da gua e garantir sua segurana.