Publicações

13 registro(s) - Pg 1 de 1



  • Título: Perigos no Campo
    Tipo: Artigo
    Autor pessoal: Clarisse Sousa
    Ano: 2018
    Paginação: 44-48
    Editora: CIPA FIERA MILANO
    Volume: 40
    Idioma: Português
    Resumo: Trabalhadores rurais estão expostos a quase todas as categorias de riscos ocupacionais. Em Meio ao descumprimento de normas, fiscalização de setor ainda enfrenta desafios.

  • Título: Médicos veterinários, como prevenir acidentes de trabalho?
    Tipo: Artigo
    Autor pessoal: Flávia Lôbo
    Autor corporativo: O Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV)
    Ano: 2017
    Resumo: De acordo com ranking de periculosidade ocupacional elaborado pela Business Insider com base no Occupational Information Network (banco de dados oficial de profissões dos Estados Unidos) e considerando os fatores: exposição a contaminação, a doenças infecciosas, a condições perigosas de trabalho, a radiação, riscos de ferimentos e o período em que o profissional passa sentado, os médicos veterinários surgem como a quarta atividade de maior risco, “perdendo” apenas para os dentistas, aeromoças e comissários de bordo e anestesiologistas. O mesmo estudo aponta também os três principais riscos da profissão: exposição a doenças/infecções, risco de ferimentos e exposição a contaminação.

  • Título: Imunizações do Trabalhador: Importância e Desafio
    Tipo: Artigo
    Autor pessoal: Marcelo Pustiglione
    Autor corporativo: Marcelo Pustiglione
    Ano: 2016
    Paginação: 32 à 35
    Editora: magic RM Comunicação Estrategica
    Volume: 9
    Idioma: Português
    Resumo: Em relação ao binômio " saúde / doença", a atividade laboral nunca é neutra, podendo favorecer tanto uma quanto a outra, e sob esta perspectiva é que devem ser analisados os riscos relacionados à participação no emprego. Do ponto de vista técnico e legal são considerados fatores de risco para a segurança e saúde no trabalho os agentes químicos, físicos, biológicos, biomecânicos, psicossociais e geradores de acidentes. Os especialistas dos Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho(SESMT), tem como missão identificar riscos ocupacionais e elaborar dois programas : Um de gestão de risco visando minimiza - los até elimina- los (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais - PPRA) e outro de gestão da saúde por meio de ações de promoção da saúde e prevenção de doenças e agravos da saúde decorrentes dos agentes identificados e ainda presentes no trabalho( Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional- PCMSO)

  • Título: Medicina do Trabalho e Doenças emergentes, reemergentes e negligenciadas:a conduta no caso das febres da Dengue, do Chikungunya e do Zika vírus
    Tipo: Artigo Científico
    Autor pessoal: Marcelo Pustiglione
    Autor corporativo: Marcelo Pustiglione
    Ano: 2016
    Paginação: 01-12
    Editora: Associação nacional de Medicina do Trabalho- ANAMT
    Volume: 14
    Idioma: Português
    Resumo: Contexto:Doenças Epidemicas vetoriais emergentes , como as febres do Chikungunya(CHIKV) e do Zika vírus(ZIKAV),e reemergentes e / ou negligenciadas, como a febre da dengue( srotipos DENV-1,DENV-2,DENV-3 e DENV-4 , tem sido objeto de muita preocupação da população e das autoridades sanitárias do brasil,particularmente nos últimos cinco anos. A Medicina do trabalho como um dos braços da Saúde Pública e da medicina Preventiva , tem o papel importante nas ações de vigilância , prevenção e controle das doenças ocupacionais ou não, incluindo as coletivas epidêmicas transmitidas por vetores, como é o caso . Objetivo: Fazer uma breve atualização destas doenças infecciosas e apontar as ações dos Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em medicina do Trabalho(SESMT),contestualizando-as de acordo com as peculiaridades das doenças estudadas. Método:para a realização deste estudo foi feita revisão da literatura e dos boletins oficiais referentes aos casos dessas viroses no Brasil nos últimos dois anos.Resultados: São apresentados perfis e quadros comparativos enfocando as caracteristicas e diferenciais de cada uma das três doenças estudadas.Conclusão: A Medicina do trabalho como ramo da Saúde publica tem um papel preponderante no controle das doenças infecciosas, estejam elas relaciondas ou não com a atividade laboral do grupo de trabalhadores- alvo.

  • Título: BEPA Especial - CVS 30 anos
    Tipo: Boletim
    Autor pessoal: Coordenadoria de Controle de Doenças da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo
    Autor corporativo: Coordenadoria de Controle de Doenças da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo
    Ano: 2016
    Paginação: 1:131
    Editora: Coordenadoria de Controle de Doenças da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo
    Volume: Volume 13 nº 153-154
    Idioma: Português - Brasil
    Resumo: Coletânea de artigos referentes à gestão e prática do Centro de Vigilância Sanitária da Coordenadoria de Controle de Doenças da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, em comemoração aos 30 anos do órgão.

  • Título: 1º Boletim Quadrimestral do Estado de São Paulo sobre os Agravos à Saúde dos Trabalhadores – SINAN - SUS
    Tipo: Boletim
    Autor pessoal: Ana Cristina A. Martim; Cesar Patta; José Carlos do Carmo; Marcelo Pustiglione; Rosemairy Norye Inamine; Silvana Tognini; Susi M. C. Quevedo
    Autor corporativo: SES-SP - CCD- CVS- DVST-Cerest Estadual
    Ano: 2015
    Paginação: 1 - 24
    Editora: Projeto gráfico e editoração eletrônica - José Carlos do Carmo; Marcelo Pustiglione; Rosemairy Norye Inamine; Simone Alves dos Santos
    Volume: 1º
    Idioma: Português
    Resumo: Boletim elaborado em Edição Especial 28 de abril de 2015 - em memória ao Dia Internacional às Vítimas de Acidentes de Trabalho, com ênfase nas notificações dos agravos dos acidentes de trabalho graves e fatais; acidentes de trabalho em crianças e adolescentes; acidentes de trabalho com exposição a material biológico e rede sentinela.

  • Título: Catálogo da Exposição Fotográfica Itinerante: “O Trabalho revelado: o olhar da Vigilância em saúde sobre os riscos aos trabalhadores
    Tipo: Livro
    Autor pessoal: Ana Cristina Antunes Martin; Andrea Paes Alberico; Paula Pozzi; Simone Alves dos santos
    Autor corporativo: SES-SP - CCD - CVS- DVST - Cerest Estadual
    Ano: 2015
    Paginação: 1 - 45
    Editora: Coordenação Editorial: Sylia Rehder; Projeto gráfico e editoração eletrônica: Maria Rita Negrão de Oliveira
    Volume: 1
    Idioma: Português
    Resumo: O catálogo tem por objetivo, além de sensibilizar e mobilizar o público quanto ao grave problema de saúde pública que é o Acidente de Trabalho, publicizar as ações de vigilância em Saúde do Trabalhador desenvolvidas pelas diversas instâncias do SUS-SP que atuam na área, dentre elas, os CERESTs Regionais, os GVS/SGVSs e DRSs, e suas parcerias intersetoriais.

  • Título: Perda Auditiva Induzida por Ruído - Pair - Orientações Técnicas para a Notificações no SINAN
    Tipo: Manual
    Autor corporativo: Dvst-Cerest Estadual
    Ano: 2017
    Paginação: 5-46
    Editora: Centro de Produção e Divulgação Cientifica (CPDC/CCD/SES-SP) - Imprensa Oficial S/A – Imesp
    Volume: 1
    Idioma: Português
    Resumo: Orientar e instrumentalizar as equipes dos serviços de saúde para a notificação no Sinan dos casos de Perda Auditiva Induzida por Ruído (Pair), contando com as bases legais existentes, Protocolo de Pair do Ministério da Saúde, Manual de Doenças Relacionadas ao Trabalho e Manual Sinan.

  • Título: Protocolo Clínico 1: O Trabalhador Rural em Atividades de Cultivo - Protocolo Clínico para Trabalhador Rural e Urbano em Trabalho Pesado e a Céu Aberto no Estado de São Paulo
    Tipo: Manual
    Autor pessoal: Marcelo Pustiglione e Silvana Tognini
    Ano: 2017
    Paginação: 7 - 68
    Editora: Centro de Produção e Divulgação Cientifica (CPDC/CCD/SES-SP) - Imprensa Oficial S/A – Imesp
    Volume: 1
    Idioma: Português
    Resumo: Como em toda e qualquer atividade laboral, no processo e ambiente de trabalho rural são identificados agentes específicos (elementos ou circunstâncias) potencialmente causadores de sofrimento, danos à saúde e à integridade física do trabalhador. Em decorrência, muitos trabalhadores ficam incapacitados para o trabalho e até morrem. Para interromper este ciclo “processo/ambiente de trabalho – doença – morte” é necessário identificar, o mais precocemente possível, os fatores de risco para doenças ocupacionais e identificar e notificar os acidentes e doenças relacionadas ao trabalho, viabilizando a implantação de medidas de controle e prevenção que visem agregar segurança ao processo/ambiente de trabalho, transformando-o num agente de saúde em toda a sua plenitude. Para tanto, faz-se necessário e urgente estruturar um sistema de vigilância em saúde desta categoria de trabalhador, como definido nas legislações vigentes, visando a promoção da saúde e a redução da morbimortalidade da população trabalhadora, por meio da integração de ações que intervenham nos agravos e seus determinantes decorrentes dos modelos de desenvolvimento e processo produtivos. Esta publicação tem por objetivo identificar os principais agentes de risco ocupacional da categoria selecionada e as doenças e agravos decorrentes, de forma a facilitar o estabelecimento do possível nexo laboral pelos profissionais da rede de atenção básica que, desta forma, poderão notificar adequadamente no Sistema Nacional de Agravos de Notificação (SINAN) e, quando for o caso, comunicar o acidente ou doença do trabalho à Previdência Social, além de dar encaminhamento adequado ao caso.

  • Título: Transtornos Mentais Relacionados ao Trabalho (TMRT) - Orientações Técnicas para a Notificação no SINAN
    Tipo: Manual
    Autor pessoal: Betty Boguchwal;César Augusto Patta;Ivair Augusto Alves dos Santos;Ivani Valarelli Menezes;José Carlos do Carmo;Manoel de Jesus Cardoso Ferreira;Maria Aparecida Gomes Bronhara Yoshida e Wilma Toyoko Oyadomari
    Autor corporativo: Betty Boguchwal;César Augusto Patta;Ivair Augusto Alves dos Santos;Ivani Valarelli Menezes;José Carlos do Carmo;Manoel de Jesus Cardoso Ferreira;Maria Aparecida Gomes Bronhara Yoshida e Wilma Toyoko Oyadomari
    Ano: 2017
    Paginação: 5-38
    Editora: Centro de Produção e Divulgação Cientifica (CPDC/CCD/SES-SP) - Imprensa Oficial S/A – Imesp
    Volume: 1
    Idioma: Portugues
    Resumo: O presente manual pretende contribuir para o aumento das notificações dos Transtornos Mentais Relacionados ao Trabalho no Sinan, no estado de São Paulo e orientar as equipes dos serviços de saúde para a notificação no Sinan dos Transtornos Mentais Relacionados ao Trabalho – TMRT.

  • Título: Diretrizes para Vigilância do Câncer Relacionado ao Trabalho
    Tipo: Manual
    Autor pessoal: Fátima Sueli Neto Ribeiro
    Autor corporativo: MINISTÉRIO DA SAÚDE. INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA (INCA)
    Ano: 2012
    Paginação: 187
    Editora: Inca
    Idioma: Português
    Resumo: O Instituto Nacional do Câncer publicou estas diretrizes com o objetivo de subsidiar as ações da assistência e vigilância realizadas pelas instâncias competentes do Sistema Único de Saúde (SUS), visando organizar, sistematizar e disponibilizar os diversos procedimentos para registro, acompanhamento e intervenção voltados para o câncer decorrente do trabalho.

  • Título: Dor Relacionada ao Trabalho
    Tipo: Manual
    Autor corporativo: Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador
    Ano: 2012
    Paginação: 68
    Editora: Editora do Ministério da Saúde
    Volume: Série A. Normas e Manuais Técnicos
    Idioma: Português
    Resumo: Objetivando instrumentalizar os profissionais no atendimento aos trabalhadores com suspeita de agravos à saúde relacionados ao trabalho, o Ministério da Saúde publicou o Protocolo Dor Relacionado ao Trabalho, cujo objetivo é fornecer orientações para a identificação e notificação dos casos de Lesões por Esforços Repetitivo/Distúrbios Ósteomusculares Relacionados ao Trabalho (LER/DORT), bem como oferecer subsídios aos órgãos de vigilância para intervenções nos ambientes de trabalho.

  • Título: Ocorrência e caracterização de Giardia e Cryptosporidium em águas captadas para abastecimento público no município de Cajamar-SP e avaliação do risco
    Tipo: Tese
    Autor pessoal: Marcel Oliveira Bataiero
    Ano: 2016
    Paginação: 148
    Editora: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
    Volume: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6134/tde-09062016-135017/pt-br.php
    Idioma: Português
    Resumo: Introdução: O risco à saúde humana ocasionado pela contaminação biológica de águas captadas para abastecimento público é realçado pela ocorrência de surtos de doenças associadas aos protozoários Giardia e Cryptosporidium, que possuem baixas doses infecciosas e alta capacidade de sobrevivência no ambiente, além de serem capazes de resistir ao processo tradicional de desinfecção da água (cloração). Partindo-se da hipótese de que há um risco elevado de infecção por estes protozoários pela ingestão de água tratada por métodos convencionais e que fazem uso de mananciais superficiais impactados por contaminação biológica, resultando num possível incremento da incidência de diarréias, este estudo se propôs a verificar a ocorrência destes protozoários em águas captadas para abastecimento público no município de Cajamar-SP, caracterizar sua patogenicidade e avaliar o risco associado ao seu consumo através da água tratada. Métodos: Foram coletadas 48 amostras do ribeirão dos Cristais no ponto de captação da estação de tratamento de água, semanalmente, durante 12 meses (de 16/05/2013 a 21/05/2014). A detecção e a análise da concentração dos protozoários foram realizadas de acordo com Método 1623.1 da United States Environmental Protection Agency e a extração e caracterização dos espécies/genótipos de Giardia e Cryptosporidium foi realizada através metodologias moleculares e seqüenciamento. O risco de infecção pela ingestão de cistos de Giardia e oocistos de Cryptosporidium presentes na água tratada foi calculado usando a ferramenta da Avaliação Quantitativa do Risco Microbiológico, a partir dos dados de concentração dos patógenos obtidos pelo Método 1623.1, eficiência de remoção dos (oo)cistos durante o processo convencional de tratamento da água, modelo dose-resposta e taxa de ingestão diária de água para indivíduos menores de 5 anos e maiores de 21 anos. Resultados: Cistos de Giardia foram detectados em 83,3% das amostras (40/48), com concentrações variando desde o limite de detecção (<0,1) até 8,6 cistos/L. Oocistos de Cryptosporidium foram etectados em 37,5% das amostras (18/48), com concentrações variando desde o limite de detecção (<0,1) até 2 oocistos/L. As espécies/genótipos encontrados (Giardia intestinalis A e B e Cryptosporidium parvum e hominis) são característicos de contaminação antrópica e são frequentemente identificados em estudos epidemiológicos como responsáveis por surtos. A estimativa do risco anual de infecção por Giardia foi de 3,3x10-3 (IC95% 4,6x10-3) para crianças e de 11,5x10-3 (IC95% 13,3x10-3) para adultos, enquanto o risco por Cryptosporidium foi de 1,1x10-3 (IC95% 1,7x10-3) para crianças e de 3,9x10-3 (IC95% 5,0x10-3) para adultos. O incremento da incidência de diarréias foi observado no cenário de estudo após um acidente que resultou em transbordamento de esgotos não tratados no manancial, coincidindo com o aumento na detecção de (oo)cistos. Conclusão: Os resultados evidenciaram que a vulnerabilidade do ribeirão dos Cristais a contaminações biológicas pode culminar em um risco elevado de infecção e adoecimento por Giardia e Cryptosporidium através da ingestão de água tratada. Portanto, o caso é preocupante, tanto do ponto de vista do tratamento e abastecimento de água potável, quanto da degradação e contaminação do manancial, evidenciando a necessidade de se estabelecer medidas de intervenção direcionadas a promover a qualidade da água e garantir sua segurança.